Verbos no Infinitivo

Para entendermos as regras, vamos compreender alguns conceitos:

1) infinitivo – é o verbo em seu estado natural, terminando em ar, er ou ir (e or, no caso do verbo pôr).

Exemplos: cantar, estudar, vender, soer, partir, etc.;

2) infinitivo pessoal – é aquele que, como o próprio nome diz, se refere às pessoas do discurso. Exemplos: para eu amar, para tu amares, para ele amar, para nós amarmos, para vós amardes, para eles amarem. Veja que em tu, nós, vós e eles há uma terminação especial no verbo, que indica que ele é flexionado (mos, por exemplo, mostra que o verbo se refere à pessoa nós);

 Uso

Costuma-se usar o infinitivo pessoal quando:

•    refere-se a um sujeito próprio, diferente do da oração principal;

Para conseguirmos sair, alguém precisa destrancar a porta.

•    o sujeito a que se refere é expresso antes do infinitivo;

Para nós conseguirmos sair, precisamos abrir a porta.

•    o sujeito é indeterminado na terceira pessoa do plural.

3) infinitivo impessoal – é o infinitivo que não se flexiona de acordo com as pessoas do discurso. Fica sempre do mesmo jeito: chorar, amar, sofrer, resistir, etc.

IMPESSOAL ou sem sujeito, quando se tem a intenção de fazer referência apenas ao processo, sem nenhuma indicação de agente.

Exemplo:

“É difícil salvar o país
Não é fácil saber tudo

A FORMA IMPESSOAL OCORRE QUANDO:

1 – O infinitivo não tem sujeito próprio ou contextual, por ser intenção do falante dar-lhe um sentido genérico.

Exemplo:

a) “É agradável viver o presente, pensar no futuro e recordar o passado”.
b) Existem coisas difíceis de fazer .

forma ativa, sentido passivo

O infinitivo FAZER é impessoal. Seu sujeito não é o mesmo da oração anterior, e não é o nosso desejo relacionar o processo verbal FAZER a nenhum agente. Se, ao contrário, fosse nossa intenção especificar um sujeito ou dar-lhe forma passiva, usaríamos a forma pessoal flexionada, por exemplo:

Existem coisas difíceis de fazermos

(sujeito: nós)

Existem coisas difíceis de serem feitas.

(sujeito: elas)

c) O infinitivo impessoal pode substituir o imperativo em ordem de sentido geral.

Exemplo:

Apresentar armas.

d) O infinitivo não tem sujeito por ser verbo impessoal

Exemplo:

Creio haver provas para a acusação

2 – A necessidade de clareza não exige a forma pessoal flexionada.

INFINITIVO PESSOAL, tendo um sujeito próprio ou mesmo sujeito que o verbo ao qual está relacionado

Exemplo:

É bom saires daqui. (sujeito próprio: tu)

Queríamos sair daqui

(o mesmo sujeito verbo querer: nós) locução verbal queríamos sair

Bons estudos!!

Anúncios

14 opiniões sobre “Verbos no Infinitivo”

  1. Você me ajudou muito! Parabéns!!

  2. Adorei tá de Parabénss!!!

  3. Parabéns!!!

  4. Aqui tirei minhas duvidas e me ajudou bastante meu português

  5. Amei o conteúdo,Obrigado por postar abraços.
    É sempre bom CONHECERMOS a nossa língua!

  6. Pensar e buscar compreender nossa língua é precioso e enriquecedor… Gostei do conteúdo. Parabéns!

  7. Muito bom. Claro para se entender. Parabéns.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s