Verbos no Infinitivo

Para entendermos as regras, vamos compreender alguns conceitos:

1) infinitivo – é o verbo em seu estado natural, terminando em ar, er ou ir (e or, no caso do verbo pôr).

Exemplos: cantar, estudar, vender, soer, partir, etc.;

2) infinitivo pessoal – é aquele que, como o próprio nome diz, se refere às pessoas do discurso. Exemplos: para eu amar, para tu amares, para ele amar, para nós amarmos, para vós amardes, para eles amarem. Veja que em tu, nós, vós e eles há uma terminação especial no verbo, que indica que ele é flexionado (mos, por exemplo, mostra que o verbo se refere à pessoa nós);

 Uso

Costuma-se usar o infinitivo pessoal quando:

•    refere-se a um sujeito próprio, diferente do da oração principal;

Para conseguirmos sair, alguém precisa destrancar a porta.

•    o sujeito a que se refere é expresso antes do infinitivo;

Para nós conseguirmos sair, precisamos abrir a porta.

•    o sujeito é indeterminado na terceira pessoa do plural.

3) infinitivo impessoal – é o infinitivo que não se flexiona de acordo com as pessoas do discurso. Fica sempre do mesmo jeito: chorar, amar, sofrer, resistir, etc.

IMPESSOAL ou sem sujeito, quando se tem a intenção de fazer referência apenas ao processo, sem nenhuma indicação de agente.

Exemplo:

“É difícil salvar o país
Não é fácil saber tudo

A FORMA IMPESSOAL OCORRE QUANDO:

1 – O infinitivo não tem sujeito próprio ou contextual, por ser intenção do falante dar-lhe um sentido genérico.

Exemplo:

a) “É agradável viver o presente, pensar no futuro e recordar o passado”.
b) Existem coisas difíceis de fazer .

forma ativa, sentido passivo

O infinitivo FAZER é impessoal. Seu sujeito não é o mesmo da oração anterior, e não é o nosso desejo relacionar o processo verbal FAZER a nenhum agente. Se, ao contrário, fosse nossa intenção especificar um sujeito ou dar-lhe forma passiva, usaríamos a forma pessoal flexionada, por exemplo:

Existem coisas difíceis de fazermos

(sujeito: nós)

Existem coisas difíceis de serem feitas.

(sujeito: elas)

c) O infinitivo impessoal pode substituir o imperativo em ordem de sentido geral.

Exemplo:

Apresentar armas.

d) O infinitivo não tem sujeito por ser verbo impessoal

Exemplo:

Creio haver provas para a acusação

2 – A necessidade de clareza não exige a forma pessoal flexionada.

INFINITIVO PESSOAL, tendo um sujeito próprio ou mesmo sujeito que o verbo ao qual está relacionado

Exemplo:

É bom saires daqui. (sujeito próprio: tu)

Queríamos sair daqui

(o mesmo sujeito verbo querer: nós) locução verbal queríamos sair

Bons estudos!!

12 opiniões sobre “Verbos no Infinitivo”

  1. Adorei tá de Parabénss!!!

  2. Parabéns!!!

  3. Aqui tirei minhas duvidas e me ajudou bastante meu português

  4. Amei o conteúdo,Obrigado por postar abraços.
    É sempre bom CONHECERMOS a nossa língua!

  5. Pensar e buscar compreender nossa língua é precioso e enriquecedor… Gostei do conteúdo. Parabéns!

  6. Muito bom. Claro para se entender. Parabéns.

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s