ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

É o ramo da engenharia que gerencia os recursos humanos, financeiros e materiais para aumentar a produtividade de uma empresa. O engenheiro de produção é peça fundamental em indústrias e empresas de quase todos os setores. Ele une conhecimentos de administração, economia e engenharia para racionalizar o trabalho, aperfeiçoar técnicas de produção e ordenar as atividades financeiras, logísticas e comerciais de uma organização. Define a melhor forma de integrar mão de obra, equipamentos e matériaprima, a fim de avançar na qualidade e aumentar a produtividade. Por atuar como elo entre o setor técnico e o administrativo, seu campo de trabalho ultrapassa os limites da indústria. O especialista em economia empresarial, por exemplo, costuma ser contratado por bancos para montar carteiras de investimentos. Esse profissional é requisitado, também, por empresas prestadoras de serviços para gerenciar a seleção de pessoal, definir funções e planejar escalas de trabalho.

Palavra de Profissional

Uma rotina corrida

“Optei pelo curso porque ele conciliava duas áreas de que eu gosto muito: matemática e administração. Eu me formei no Instituto Mauá de Tecnologia em 2010 e sou trainee de uma grande empresa do ramo alimentício. Trabalho com logística e minha rotina começa com uma análise do que aconteceu no dia anterior e com o planejamento para o dia e as proximas semanas. Analiso planilhas e, na área de estoques, faço o balanço de entrada e saída de suco de laranja concentrado. Atuo também no controle de qualidade. Viajo bastante e preciso estar a par das exigências que impactam meu trabalho, como restrições e documentações. É uma profissão corrida, mas gratificante, principalmente porque eu vejo o resultado de tudo.” Bruno de almeida Pires, 23 anos, de São Paulo (SP).

Mercado de trabalho

“O mercado está em alta para engenheiros, em geral, e a característica do engenheiro de produção, de implantar e gerenciar esquemas produtivos que mesclam hardware, software e trabalho humano, dá-lhe uma visão ampla para trabalhar em diversos segmentos”, diz o professor Antonio Carlos Cabral, coordenador do Instituto Mauá de Tecnologia (Mauá-SP). Esse profissional pode atuar na gestão de diversos processos produtivos, como uma lanchonete, uma empresa de transporte, um hospital, onde faz a coordenação da produção. Uma das áreas de maior expansão é a de logística. Bancos, financeiras e administradoras de cartão de crédito requisitam o graduado para atuar na gestão de carteiras e análise de investimentos. A maioria das vagas concentra-se no Sudeste, mais precisamente em São Paulo, e no Sul. Mas a instalação de grande número de indústrias no Ceará e na Paraíba tem aberto o mercado no Nordeste. Merece destaque ainda a Região Centro-Oeste, com a agroindústria.

Salário inicial: R$ 3.270,00 (6 horas diárias); fonte: Confea.

Curso

No começo, o curso enfoca as disciplinas básicas de Engenharia, com bastante cálculo, como matemática, física, química e informática. Depois, entram as matérias específicas de produção, como gestão de investimentos, organização do trabalho e economia e estratégia de empresas. Nos últimos anos, acrescentam-se as de Sociais Aplicadas, como administração e economia, e, na etapa final, o aluno começa o estudo específico da habilitação escolhida. Para se diplomar é preciso fazer estágio e apresentar uma monografia. Fique de olho: várias escolas oferecem o curso voltado para alguma habilitação específica, como mecânica, civil e agroindustrial.

Duração média: cinco anos.

Outros nomes: Eng. (eng. da prod. agroind.); Eng. agroind. ind. alimentícias; Eng. da prod. agroind.; Eng. de prod. agroind.; Eng. de prod. automotiva; Eng. de prod. Civil; Eng. de prod. e Qualid.; Eng. de prod. e sist.; Eng. De prod. Elétr.; Eng. de prod. Mecân.; Eng. de prod. Metal.; Eng. de prod. Quím.

O que você pode fazer

Desenvolvimento organizacional

Analisar e definir a estrutura da empresa, de acordo com o mercado.

Economia empresarial

Gerenciar a vida financeira de uma empresa, definir a aplicação de recursos, lidar com custos, prazos, juros e previsão de vendas.

Engenharia do trabalho

Administrar a mão de obra, para a produção de bens ou a prestação de serviços. Avaliar custos, prazos e instalações, para possibilitar a execução do trabalho.

Planejamento e controle

Implantar e administrar processos de produção, da seleção de matérias-primas à saída do produto. Estabelecer padrões de qualidade e fiscalizar seu cumprimento. Gerenciar operações logísticas, como armazenagem e distribuição.

Produção agroindustrial

Atuar nos vários setores da agroindústria: produção agrícola, processamento industrial, comercialização e distribuição de produtos.

Simulação de processos

Antecipar problemas e encontrar soluções, empregando ferramentas da tecnologia da informação.

Fonte: Portal Guia do Estudante

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s