ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO

É o conjunto de conhecimentos usados no desenvolvimento de computadores e seus periféricos. O engenheiro da computação projeta e constrói computadores, periféricos e sistemas que integram hardware e software. Produz novas máquinas e equipamentos computacionais para ser utilizados em diversos setores. Desenvolve produtos para serviços de telecomunicações, como os que fazem a interligação entre redes de telefonia. Pode, ainda, planejar e implementar redes de computadores e seus componentes, como roteadores e cabeamentos.

Dúvida do vestibulando

Qual é a diferença entre Ciência da Computação, Engenharia da Computação e Sistemas de informação?

Para planejar e construir computadores, criar sistemas que integram hardware e software e produzir máquinas e equipamentos computacionais, o curso de Engenharia da Computação é o ideal. Já a Ciência da Computação prepara o profissional para desenvolver softwares em qualquer área do conhecimento. Ele analisa as necessidades dos usuários, desenvolve programas e aplicativos e gerencia equipes . O curso de Sistemas de Informação forma o especialista em organização, armazenamento e recuperação de dados. Sua atividade é criar e instalar programas para facilitar consultas.

Mercado de trabalho

A expansão do parque industrial brasileiro levou ao uso de muitas máquinas automatizadas e operadas por sistemas computacionais. “O bom período econômico que o país vive faz com que se busque mão de obra mais qualificada para lidar com essas máquinas”, afirma o professor Sérgio Luis Cechin, coordenador do curso da UFRGS. O bacharel é requisitado para desenvolver softwares que auxiliam o andamento das indústrias e para criar equipamentos como telefones celulares, tablets, máquinas de lavar roupas e colheitadeiras. Ele pode atuar diretamente na indústria ou trabalhar em empresas prestadoras de serviços. Diante desse panorama, a expectativa é que haja vagas em todo o país. Para o aluno se colocar, porém, a maioria das empresas exige inglês fluente.

Salário inicial: R$ 3.270,00 (6 horas diárias); fonte: Confea.

Curso

O currículo traz as matérias básicas de engenharia e outras específicas, como eletrônica, linguagens de programação, circuitos elétricos e circuitos lógicos. No último ano, o aluno faz um estágio supervisionado e tem a oportunidade de cursar disciplinas eletivas que orientam sua formação para uma área específica da profissão, como a criação de softwares. No projeto de conclusão de curso, ele desenvolve hardwares ou aplicativos para um sistema de computação.

Duração média: cinco anos.

Outros nomes: Eng. de comput.; Eng. de comput. e inf.; Eng. de sist. dig.; Eng. de software; Eng. Elétr. (comput.); Eng. Elétr. (ênf. em comput.); Eng. Elétr. (sist. de comput.).

O que você pode fazer

Automação industrial e robótica

Projetar robôs, sistemas digitais e computadorizados para fábricas.

Desenvolvimento de softwares e aplicativos

Criar programas de computadores segundo as necessidades do cliente. Projetar e desenvolver novos sistemas operacionais e linguagens específicas, buscando inovações tecnológicas.

Fabricação de hardware

Projetar e construir computadores e periféricos.

Marketing e vendas

Planejar e coordenar ações para a comercialização de equipamentos de informática.

Suporte

Gerenciar redes de computadores em grandes empresas e dar assistência a elas.

Fonte: Portal Guia do Estudante

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s