ENGENHARIA CIVIL

É o ramo da engenharia que projeta, gerencia e executa obras como casas, edifícios, pontes, viadutos, estradas, barragens, canais e portos. O engenheiro civil projeta, gerencia e acompanha todas as etapas de uma construção ou reforma. Sua atuação inclui a análise das características do solo, o estudo da insolação e da ventilação do local e a definição dos tipos de fundação. Com base nesses dados, o profissional desenvolve o projeto, especificando as redes de instalações elétricas, hidráulicas e de saneamento do edifício e definindo o material que será usado. No canteiro de obras, chefia as equipes de trabalho, supervisionando prazos, custos, padrões de qualidade e de segurança. Cabe a ele garantir a estabilidade e a segurança da edificação, calculando os efeitos dos ventos e das mudanças de temperatura na resistência dos materiais usados na construção. Esse profissional também pode dedicar-se à administração de recursos prediais, gerenciando a infraestrutura e a ocupação de um edifício.

Palavra do Profissional

Em prol da sociedade

“Desde pequena, eu sempre fui muito curiosa sobre o porquê das coisas, e a área técnica sempre me despertou muito interesse. Na engenharia, tive a resposta para muitas dessas questões. Eu me formei em 2009, pela PUC-Rio, fiz mestrado e estou em meu primeiro emprego na área. Trabalho em uma empresa de médio porte, com atuação na área de geotecnia, que foi minha formação no mestrado. Tenho a função de coordenadora regional de obras e, normalmente, divido a minha semana em dois dias para visitas às obras, que ficam mais afastadas do centro urbano, e o restante para cuidar do planejamento e de outras tarefas mais administrativas no escritório. Na engenharia civil, posso trabalhar com pessoas e máquinas, construindo benfeitorias que ficarão para toda a sociedade”. Louise Erasmi Lopes, 27 anos, do Rio de Janeiro.

Mercado de Trabalho

O mercado para esse engenheiro está aquecido em todo o país, e a expectativa é melhorar ainda mais nos próximos anos. O bom momento atual é reflexo do crescimento da economia e de programas do governo federal como o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e o Minha Casa, Minha Vida, que aumentou a oferta de imóveis. “A realização de dois grandes eventos – Copa do Mundo e Jogos Olímpicos, em 2014 e 2016 -, cria vagas tanto na construção quanto na recuperação de estruturas. Exemplos de obras são estádios, aeroportos e linhas de metrô”, afirma o professor José Mario Doleys Soares, coordenador do curso da UFSM. O aquecimento do mercado imobiliário nos últimos anos segue influenciando a grande procura pelo engenheiro especializado em construções urbanas. Escritórios de arquitetura também costumam contratar o profissional para atuar no planejamento de projetos. Entre os setores apontados como promissores, está o de petróleo e gás, que deverá receber investimentos em obras de grande porte, como gasodutos, refinarias, barragens, plataformas, navios e estaleiros. Outras áreas com boa perspectiva são energia e saneamento básico.

Salário inicial: R$ 3.270,00 (6 horas diárias); fonte: Confea.

Curso

Disciplinas como matemática, física, estatística, desenho e lógica são o forte do currículo. Portanto, prepare-se para exercitar suas habilidades em cálculo e desenho. Há atividades em laboratório e matérias das áreas de Administração e Economia que ensinam técnicas e métodos de gerenciamento de projetos e equipes. Nos três anos finais, você cursa disciplinas mais ligadas às áreas de especialização escolhidas: estruturas, construção civil, hidráulica e saneamento, transportes ou geotecnia. Para obter o diploma, o estágio é obrigatório, assim como um trabalho de conclusão de curso. Atenção: há instituições que oferecem formação direcionada para uma área específica, como estruturas e meio ambiente. A Furg possui o curso de Engenharia Civil Costeira e Portuária; a Unifran, Engenharia de Transporte.

Duração média: cinco anos.

Outros nomes: Eng. Civil de infraestrutura; Eng. Civil e amb.; Eng. Civil Empr.; Eng. Civil-aeronáutica; Eng. De prod. (civil); Eng. de prod. Civil; Eng. de transp.; Eng. em Constr. Civil.

O que você pode fazer

Construção urbana

Projetar, construir e reformar prédios e grandes instalações, como estádios esportivos, shopping centers e aeroportos.

Estruturas e fundações

Projetar e edificar fundações e estruturas de madeira, aço ou concreto, que dão apoio às construções, calculando o material necessário e as dimensões da obra.

Gerência de recursos prediais

Manter em ordem a infraestrutura de prédios e estabelecer padrões de qualidade, ocupação e uso do espaço.

Hidráulica e recursos hídricos

Projetar, gerenciar e executar obras de barragens, canais, reservatórios, sistemas de irrigação, drenagem ou obras costeiras.

Infraestrutura

Projetar e construir obras como rodovias, ferrovias, viadutos, portos, metrôs, túneis e viadutos.

Saneamento

Fazer o projeto e construir obras de saneamento básico, como redes de captação e distribuição de água e estações de tratamento de água e esgotos.

Fonte: Portal do Guia do Estudante

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s