Índia

Uma das mais antigas civilizações do planeta, a Índia é um verdadeiro caldeirão de religiões, costumes e grupos étnicos que começaram a se estabelecer na região há mais de 8 mil anos. Entre 1500 e 100 a.C. os arianos vindos da Ásia Central ocuparam aos poucos o subcontinente, introduzindo a religião védica com sua crença na destruição e recriação constante do Universo e de todas as criaturas vivas. A partir do século VI a.C. os rituais védico-bramânicos abriram espaço para a configuração do atual hinduísmo. A arte religiosa hindu se manifesta na arquitetura, nos objetos destinados aos rituais sagrados e nas pinturas e esculturas que representa o rico panteão de deuses e semideuses.

Mas, além de ser o berço de diversas religiões, como o budismo e o hinduísmo, a Índia deve sua grande riqueza também ao mosaico formado pelos vários impérios que coexistiam no subcontinente, casa um com seu contexto cultural e com referenciais estéticos próprios, como o da dinastia Mughal (1528-1858), o mais longo e poderoso império islâmico.

A Índia também foi ocupada por colonizadores europeus, primeiro pelos portugueses, que trouxeram consigo a religião católica. Depois, a partir de 1858, passou a ser uma colônia britânica. A índia só se tornaria um país livre em 1947, depois de pressões constantes do povo, liderado pelo Mahatma Ganghi.

Objetos ricamente decorados traduzem a diversidade cultural indiana da cidade e do campo: podem ser utilitários – como os acessórios para a casa e a cozinha ou para uso pessoal – ou sagrados, empregados nos rituais, na busca individual da espiritualidade e na devoção às divindades. A arte popular também é o resultado de uma grande variedade de expressões. Cada um dos artefatos é o espelho da comunidade que o produz.

A fotografia aportou em terras indianas no século XIX, por intermédio dos visitantes europeus. Das lentes de fotógrafos estrangeiros surgiram imagens que revelavam a vida urbana, mas logo os indianos passaram a registrar seus próprios hábitos e práticas religiosas bem como o universo rural.

Abrigando civilizações tão diferentes, índia e Brasil espelham-se no passado colonial comum e no acelerado progresso atual que atrai as atenções do mundo inteiro. O desenvolvimento tecnológico e o processo de globalização econômica vêm aproximando países geograficamente distantes neste início de milênio, e isso também se estende aos campos da arte e da cultura.

Fonte: Exposição Índia!, no Centro Cultural Banco do Brasil, São Paulo-SP (14 de fevereiro a 29 de abril de 2012)

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s