Tags

,

Oi gente!! Tudo bom? Faz tempo que não postamos nada no blog, mas aos poucos ele voltará a ativa!!

E hoje, falaremos sobre o inventor do piano: Bartolomeo Cristofori di Francesco.

bartolomeu cristofori

Nascido na cidade de Pádua em 4 de maio de 1655, fabricava os instrumentos musicais conhecidos como cravos, os precursores do piano, desde criança. Porém, se perguntava como alcançar uma maior dinâmica de sons, pois o mecanismo de toque no cravo não permitia alternações na intensidade deles.

Bartolomeo Cristofori foi o responsável pela criação do piano (Foto: Reprodução/Wikimedia)Bartolomeo Cristofori foi o responsável pela criação do piano (Foto: Reprodução/Wikimedia)

Em 1690, deixou sua cidade natal, na área de Veneza, e foi viver em Florença, a convite do Príncipe Fernando de Médici. Trabalhava como músico, mas não deixou de fabricar o instrumento, e sempre que podia, tentava realizar alguma modificação no mesmo. Então, em 1709, apresentou o primeiro piano no nos moldes primitivos dos de hoje.

Chamado de “Gravicembalo con piano e Forte”, algo como “cravo com piano e forte”, ele tinha um diferencial simples: possibilitar a execução de sons pianos (fracos) e dos sons fortes. Para isso, ele substituiu o material principal da reprodução dos sons no interior do instrumento. Saíram as penas, entraram martelos.

No cravo, as penas tocavam as cordas, como se fossem, por exemplo, um dedo tocando violão. Já no piano inventado por ele, um martelo batia sobre elas, podendo abafar o som se o pianista segurasse as teclas. Assim, estava solucionado o problema da intensidade do toque, que agora mudaria o som de acordo com o modo como o pianista tocasse.

Depois de ser adotado no Século XVIII pelos alemães, como J. Stein e Silbermann, no Século XIX, o piano foi ainda mais modernizado e, enfim, tornou-se popular. Cresceu, tornou-se um instrumento mais refinado, virou objeto de decoração de \grandes famílias e passou a ser usado por grandes compositores, como Chopin, Liszt, Brahms e Schubert.

Cristofori, por sua vez, seguiu a sua carreira em Florença, tanto tocando como fabricando seus instrumentos, mesmo depois da morte do Príncipe Fernando, que ocorreu no ano de 1713. Ele continuou ao serviço do Grão-Duque, Cosme III de Médici (pai de Fernando), e lá ficou até vir a falecer, em 1731.

Fonte: Tech Tudo por Melissa Cruz