Tags

, , ,

chicleteVoltando as postagens sobre curiosidades no Esquadrão do Conhecimento, vamos saber um pouco sobre a História do Chiclete!

A popularização do chiclete ou goma de mascar foi muito influenciada pelos filmes americanos. Na literatura, encontramos várias vertentes com histórias diferentes. Alguns autores afirmam que o chiclete foi descoberto pelos índios da Guatemala, que mascavam a resina extraída de uma árvore denominada de chicle. Essa resina era utilizada para estimular a produção de saliva e, assim, evitar que se tivesse a sensação de secura na boca durante longas caminhadas. Outros autores dizem que, em 1518, os espanhóis, quando invadiram o Império Asteca, encontraram algumas prostitutas mascando um tipo de goma que era o chiclete, e que este foi descoberto muito tempo antes pelo povo Maia, no sul do México. Quando os maias cortaram uma árvore chamada sapodilha, perceberam que saía dela um líquido grosso e leitoso, o chicle, que depois endurecia em forma de goma e era muito saboroso.

Mascar chicletes ajuda a limpar os dentes?

É importante lembrar que mascar chicletes não limpa os dentes. Carie é a primeira palavra que vem à cabeça de muitas pessoas quando o assunto é chiclete. A dentista Roberta Simi explica que o açúcar contido nesses produtos acaba servindo como alimento para bactérias que liberam substâncias ácidas responsáveis pela descalcificação dos dentes. Segundo a dentista, o ato de mascar chicletes pode ser considerado especialmente perigoso para os dentes quando feito algum tempo depois do almoço ou jantar. “Durante as refeições, há um aumento do fluxo salivar para dar início ao processo digestivo,” explicou. “É um momento crítico para os dentes, pois gera um ambiente bucal ácido que causa perda de minerais dos tecidos dentários. Quando acabamos de mastigar, a saliva demora algum tempo para voltar ao normal e deixar de roubar minerais dos dentes.” O chiclete estimula a produção de saliva, que por sua vez se junta ás substancias ácidas do chiclete desgastando o revestimento dos dentes e enfraquecendo o poder de trituração que é a sua função.

Veja mais informações sobre a acidez da boca, clicando aqui!

Se Engolir um chiclete?

É muito perigoso engolir chicletes, pode causar problemas de prisão de ventre ou mesmo um distúrbio respiratório. O chiclete, quando engolido, pode formar uma bola no intestino. Pode ainda alojar-se no esôfago e, assim, prejudicar a respiração. Um mito é dizer que mascar chiclete ajuda a tapar a fome. Não acredite, pois é pura conversa. E, com isso, pode até desenvolver uma gastrite, pois a mastigação estimula a secreção de enzimas digestivas. E, como o organismo não tem alimento para digerir, acaba agredindo a parede do estômago, o que pode provocar até uma úlcera.

Os entendidos explicam que, sem abusar, sabendo sistema digestivoescolher a hora certa e o produto adequado, ele pode ser usado como uma forma de relaxamento e concentração. Pura imaginação. Depois do relaxamento virá o trabalho aturado do estômago com impulsos vibratórios que prejudicam o normal funcionamento do sistema digestório.

Segundo o gastroenterologista César Guerreiro, o consumo exagerado de chicletes provoca gases e gastrite. “Quando o chiclete é mastigado, o corpo entende que deve dar início ao processo de digestão, aumentando a acidez do estômago sem que haja alimentos para tal,” explicou. “Se isso acontece depois de uma refeição, a acidez prolongada pode até mesmo eliminar a digestão.”

Fonte: CNN