Tags

, , ,

simbolismo obras
Nascido na França por volta de 1880, o Simbolismo se define como um movimento artístico, relativamente complexo, abrangendo música, pintura e literatura, na qual se destaca a poesia.

“Minhas idéias abstratas,
De tanto as tocar, tornaram-se concretas:
São rosas familiares
Que o tempo traz ao alcance da mão,
Rosas que assistem à inauguração de eras novas
No meu pensamento,
No meu pensamento do undo em mim e nos outros:
De eras novas, mas ainda assim
Que o tempo conheceu, conhece e conhecerá.
Rosas! Rosas!
Quem me dera que houvesse
Rosas abstratas para mim.”
(Murilo Mendes, Poesias)

Nascido na França por volta de 1880, o Simbolismo se define como um movimento artístico, relativamente complexo, abrangendo música, pintura e literatura, na qual se destaca a poesia. O símbolo é o recurso mais adequado para exprimir a evocação, as aspirações e os impulsos dos instintos humanos. Ainda conforme teóricos do Simbolismo, a tendência ao individualismo alimenta o emocional, opõe-se à expressão das idéias e ao uso das imagens. No início da década 1890, no Rio de Janeiro, um grupo de jovens, insatisfeitos com a extrema objetividade e materialismo da corrente literária dominante (Realismo/Naturalismo/Parnasianismo), resolve divulgar as novas idéias estéticas e literárias vindas da França. Eram conhecidos como os decadentistas. Esse grupo formado, principalmente, por Oscar Rosas, Cruz e Sousa e Emiliano Perneta lança no jornal Folha Popular o primeiro manifesto renovador. Em 1893, Cruz e Souza publica dois livros Missal (prosa) e Broquéis (poesia), obras que definem a história do Simbolismo brasileiro. O início do Simbolismo não pode ser entendido como término da escola antecedente, o Realismo. Na realidade, no final do século XIX e início do século XX temos três tendências que caminham paralelas: O Realismo, o Simbolismo e o pré-Modernismo. Só mesmo um movimento com a amplitude da Semana da Arte Moderna poderia acabar com todas essas estéticas e traçar novos e definitivos rumos para a nossa literatura.

Principais características do Simbolismo

Misticismo e espiritualismo

Os simbolistas negam o espírito científico e materialista dos realistas/naturalistas, valorizando as manifestações místicas e mesmo sobrenaturais do ser humano.

Subjetivismo

Os simbolistas terão maior interesse pelo particular e individual do que pelo geral e universal. A visão objetiva da realidade não desperta mais interesse, e sim a realidade focalizada sob o ponto de vista de una indivíduo.

Tentativa de aproximar a poesia da música

Para conseguir aproximação da poesia com a música, os simbolistas lançaram mão de alguns recursos, como a aliteração, por exemplo.

Expressão da realidade de maneira vaga e imprecisa

Ênfase na sugestão

Um dos princípios básicos dos simbolistas era sugerir através das palavras sem nomear objetivamente os elementos da realidade. Ênfase no imaginário e na fantasia. Percepção intuitiva da realidade. Para interpretar a realidade, os simbolistas se valem da intuição e não da razão ou da lógica.

Principais representantes no Brasil

simbolismo autores

  • Cruz e Sousa
  • Alphonsus Guimaraes

Fonte: Literatura Brasileira (Site)