Tags

, , ,

Olá Feras!esquadrão natal

Com a proximidade do final do ano, começam as atividades natalinas por todo mundo. No Brasil não é diferente, e com tantas festividades, os Correios retoma a Campanha Papai Noel dos Correios, que em 2013 completa 24 anos de existência. Ao longo do tempo, se consolidou como a principal ação de responsabilidade social dos Correios realizada em todo o País.

Em 2010, a Campanha Papai Noel dos Correios foi vinculada a um dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio estabelecidos pela Organização das Nações Unidas (ONU) -Educação básica de qualidade para todos – e também a preceitos de responsabilidade social empresarial. Desenvolver a habilidade da redação de carta, de como endereçar e usar o CEP e o selo postal são ações trabalhadas nas escolas. Além disso, trabalhar com as crianças o poder da comunicação por meio da redação de cartas e usando a sua crença no Papai Noel significa estimulá-las a aprender, resgatando o prazer de escrever.

As cartas apresentam pedidos de crianças carentes que descrevem os seus desejos de Natal: ganhar uma bicicleta, uma boneca, material escolar, cesta básica , carro, etc.

2013-11-11-5562

Em Recife, na Agência Central dos Correios, localizada na Av. Guararapes, é possível escolher um destes pedidos até o dia 16 de dezembro e assim, fazer a felicidade de uma criança desconhecida neste final de ano. Confira aqui, os locais em todo o país através do site dos Correios. O cronograma de recebimento e doação para as cartas escolhidas estão disponíveis aqui.

Abaixo segue algumas orientações que os Correios envia para os ‘Padrinhos’ que ajudam o Papai Noel:

– Ao enviar mais de um brinquedo para a mesma criança, poderá ser feito um único pacote, utilizando caixa ou papel pardo (reforçado);

– Caso o brinquedo seja frágil, acondicione-o de forma adequada: utilize caixa e escreva “Frágil” no pacote;

– Bicicletas devem ser entregues, preferencialmente, em caixas;

– Escreva o número de identificação da carta na embalagem do presente. Os presentes deverão ser numerados com a mesma numeração da carta, pois é este número que identificará o endereço da cartinha adotada.

Caso os presentes não possam ser entregues às crianças (em razão de endereço insuficiente, incorreto ou mudança de destinatário, entre outros motivos), serão doados pelos Correios a instituições sem fins lucrativos.

O Esquadrão do Conhecimento abraça esta causa.