Tags

, , ,

Segundo a UEPB, em torno de 20 mil candidatos estão anualmente isentos do pagamento da taxa de inscrição

uepbA Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) divulgou nesta terça-feira (23) o edital para o Vestibular 2014 da instituição, oferecendo 2.884 vagas e com inscrições que serão realizadas de 29 de julho a 14 de agosto. Segundo o reitor Rangel Junior, este deve ser o último ano do processo seletivo próprio da UEPB, que deve aderir integralmente ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

 Confira aqui o edital do Vestibular 2014 da UEPB. De acordo com a Comissão Permanente de Vestibular (Comvest), os formulários eletrônicos estarão disponíveis no site do órgão.

A taxa de inscrição será de R$ 105. O boleto de pagamento poderá ser pago até o dia 16 de agosto. As provas serão realizadas nos dias 1º e 2 de dezembro. A divulgação da primeira lista de classificados está prevista para 8 de janeiro de 2014. As matrículas dos aprovados acontecem nos dias 10 a 12 de fevereiro.

As 2,8 mil vagas estão distribuídas nos 41 cursos em oito campi da instituição. Do total de vagas do Vestibular tradicional, 50% são destinados à concorrência geral e 50% às cotas de inclusão social. Outras 2.884 vagas serão oferecidas para acesso à graduação da UEPB via Enem utilizado o Sistema de Seleção Unificada (SiSU).

A única mudança em relação ao processo do ano passado é de que serão eliminados os candidatos que não atingirem 10% da nota máxima, ou seja, obtiverem ao menos 100 pontos no Vestibular da UEPB. “Não é nenhum maior rigor. Em breve teremos notas mínimas por área para cada curso. Atualmente, os alunos que não atinjam uma nota mínima não terão a redação corrigida. Essa nota mínima será por disciplina e também na redação”, afirmou o reitor Heli Brandão.

Para o reitor Antonio Rangel Junior, o custo de realização do Vestibular UEPB tornou o procedimento inviável e a prática deverá ser abandonada em 2014. “Este deverá ser o último ano do vestibular tradicional. A discussão vem sendo feita há mais de um ano e resolvemos manter metade das vagas nele e metade pelo Enem”, disse.

Segundo a UEPB, em torno de 20 mil candidatos estão anualmente isentos do pagamento da taxa de inscrição e o custeio de realização do processo seletivo próprio gira em torno de R$ 500 mil, gerando débito para a instituição.

“Dentre as razões para a mudança existe o alto custo que gera um débito para a UEPB e também há uma interpretação nossa de que o SiSU funciona e o Enem é uma importante tentativa de criar uma unidade nacional nos programas de ensino médio“, afirmou o reitor.

 Fonte: Paraíba Já.