Tags

, , ,

  As provas da segunda fase do processo seletivo da Universidade Federal de Pernambuco 2013 vão acontecer nos dias 13 e 14 de janeiro. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (22), após a reunião do Conselho Coordenador de Ensino, Pesquisa e Extensão (CCEPE) da UFPE para aprovar modificações na resolução do vestibular para incluir os parâmetros da Lei das Cotas, que institui cotas para alunos da rede pública, negros, pardos e indígenas.

As demais datas do cronograma da UFPE ainda vão ser definidas em conjunto com a Comissão de Vestibular (Covest). “A reunião de hoje foi para nos adequarmos à Lei. A Covest ainda precisa analisar a resolução para então definir um cronograma viável de inscrições e todas as demais datas”, ressaltou a pró-reitora para Assuntos Acadêmicos, Ana Cabral, em convesa com a imprensa após a reunião.

Entre as decisões do Conselho está a quantidade de vagas destinada aos cotistas. “Estamos revisando os arredondamentos. O mínimo para esse ano era uma reserva de 12,5%. Devemos fazer uma reserva de aproximadamente 15% nas vagas para cotistas. Com as cotas, não vamos mais ter o incentivo social de 10% em cima da nota porque entendemos que não podemos beneficiar duplamente uma classe, nem prejudicar duplamente outra”, detalhou Ana.

A pró-reitora acredita que não haverá um aumento do número de vagas, como aconteceu no processo seletivo do Instituto Federal de Pernambuco (IFPE). “São processos diferentes, não vamos fazer o que o IFPE fez. Ainda estamos fechando os números, só vamos divulgar o número de vagas quando terminarmos de revisar os arredondamentos”, explicou Ana.

Impasse
Uma nova reunião está agendada para a quinta-feira (25) para resolver a questão do Centro de Tecnologia e Geociências (CTG), que unifica as engenharias. “O CTG tem um processo diferenciado de seleção. Tem a primeira, no vestibular, e um ano depois, quando é feito o ranking das engenharias. É preciso discutir como fica essa questão das cotas nessa situação”, afirma o professor Antônio Antonino.

A discussão se dá para a reserva de vagas, se vai ser aplicada logo na seleção ou também após feito o ranking para os cotistas. “Está certo que pelo menos 12,5% das vagas vão estar reservadas, o que estamos fazendo agora é o detalhamento dessas vagas”, reitera a pró-reitora.

O Vestibular 2013.2 CTG e Engenharia Civil de Caruaru, segundo Ana Cabral, tem um processo seletivo em outro momento e, por isso, não são alcançados pela resolução aprovada nesta quinta. “Mais para frente resolvemos isso”, finaliza.

Fonte: G1 PE.