Tags

, ,

Em 1947, Cesar Lattes, um jovem físico brasileiro, participou de um dos momentos mais importantes da física deste século: a detecçao do méson pi, partícula responsável por manter coeso o núcleos dos átomos.

A primeira evidencia do méson pi surgiu no Laboratório H. H. Wills, da Universidade de Bristol (Inglaterra), numa equipe liderada pelo físico ingles Cecil Frank Powell (1903-1969), da qual faziam parte o brasileiro e o físico italiano Giuseppe Occhialini (1907-1993), que havia sido professor de Lattes no Brasil. A técnica usada pela equipe consistia em expor em altitudes elevadas chapas fotográficas especiais, conhecidas como emulsoes nucleares.

O primeiro registro da trajetória de um méson pi numa emulsao surgiu de chapas exposta no Pic du Midi, na Europa. Em seguida, Lattes realizou experiencia semelhante no Monte Chacaltaya, na Bolívia, de onde trouxe emulsoes contendo mais cerca de 30 novas imagens da partícula.

Pouco depois, Lattes e o físico americano Eugene Gardner comprovariam a produçao artificial de mésons pi, agora produzidos por choques de partículas no acelerador de Berkeley, na costa oeste daquele país.Os trabalhos da equipe de Bristol trariam desdobramentos importantes para a institucionalizaçao da ciencia no Brasil no final dos anos 40 e início dos 50.

Fonte: http://www.mast.br/nav_h05_txt511b.htm