Tags

,

Lógica

A principal diferença da prova de matemática do novo ENEM (a partir de 2009) para as provas convencionais é que não existirão os exercícios tradicionais de matemática, mas sim uma integração dos conteúdos. Com essa característica definida, o discente deve aprender além das fórmulas.

Pois, a matéria será utilizada como instrumental para as outras disciplinas. É importante saber interpretar os enunciados, gráficos e tabelas. Onde na maioria das vezes a resposta está contida dentro deles. Em fim, percebe-se que a leitura cuidadosa de cada questão ajuda você aluno a não cair nas “pegadinhas”, não se deixando levar por aquilo o que parece ser, mas não é. Uma técnica é raciocinar de forma lógica, por dedução e eliminação até chegar ao resultado.

Conforme os exemplos a seguir:

Ex.1: Você está participando de uma corrida, ultrapassa o segundo concorrente. Em qual lugar você fica?

a) em primeiro b) em segundo c) em terceiro d) em quarto e) em último

Ex.2: Se ultrapassar o último concorrente da corrida, então, automaticamente ficará em?

a) em último b) em segundo c) em terceiro d)em quarto e) em primeiro

Ex.3: Qula cor do cavalo branco de Napoleão?

a) verde b) preto c) branco d) marrom e)N.R.A.

Ex.4: O pai de Maria tem cinco filhas: 1. Nana; 2. Nene; 3. Nini; 4. Nono. Qual o nome da quinta filha?

a) Nunu b) Nada c) Nica d) Maria e) Paulo

REGRA DE TRÊS

Problemas que envolvem grandezas diretamente ou inversamente proporcionais podem ser resolvidos com o auxílio de uma regra prática: “a regra de três”. Que por sua vez, existem dois tipos de regra de três: simples (é a relação entre duas grandezas: composta por uma variável e três constantes) e composta (é a relação entre pelo menos três grandezas: composta por uma variável e pelo menos cinco constantes), em fim, de um modo geral, suponhamos que uma grandeza A dependa de duas outras grandezas, B e C. Se, fixarmos C, A é diretamente proporcional a B e se, fixarmos B, A é diretamente proporcional a C, então A é proporcional ao produto B.C.